Auto Retrato


Entre 1996 e 2014 trabalhei com os melhores nas Artes Visuais, no Design de Comunicação, nas Ciências da Computação e no Multimedia.

Em 2014 profissionalizei um hobbie antigo — a Fotografia.

Não há nada mais gratificante do que fotografar pessoas, na minha opinião. Que assunto poderá ser mais inspirador e poderoso do que Pessoas?

(continua...)

Auto Retrato


Entre 1996 e 2014 desenvolvi a minha actividade na área das Tecnologias de Informação e da Comunicação. Trabalhei com os melhores nas Artes Visuais, no Design de Comunicação, nas Ciências da Computação e no Multimedia. 


Em 2014 profissionalizei um hobbie antigo — a Fotografia, que exploro de forma apaixonada. 


Não há nada mais gratificante do que fotografar pessoas, na minha opinião. Que assunto poderá ser mais inspirador e poderoso do que Pessoas? Quando faço um retrato de alguém, revelo uma parte da sua história, que é única claro. Em pouco tempo essa pessoa será diferente, da aparência aos seus sonhos. Num único disparo dou vida à eternidade de um momento. Uau! 


São infinitas as histórias que podem ser esquecidas, mais das que podem ser eternizadas por meio de uma câmera fotográfica e de um fotógrafo. 

Nunca como hoje foram feitas tantas imagens, algumas contam histórias. A experiência de cada um na utilização da câmera do smartphone está, na minha percepção, a fazer com que o papel do fotógrafo seja cada vez mais valorizado. Uma boa fotografia faz, de facto, a diferença num mundo onde todos podem ser fotógrafos, mas onde nem todos sabem contar histórias. 


Faço fotografia de Pessoas, e do que nelas está contido e faço fotografia de ambientes, naturais ou artificiais, e do que eles envolvam... estou, sou e faço de cada projecto fotográfico o meu propósito. 

“Você apenas tem que viver e a vida lhe dará fotos.”